Minha história se confunde um pouco com a história de minha empresa. Desde criança, os fatos vão se encaixando perfeitamente e tudo foi amadurecendo na medida em que eu também amadurecia.

Minha empresa, a WelcomeGroup nada mais é que uma “externização” de meu modo de pensar e agir, seguindo caminhos orientado por Deus.

Um pouco de minha história – Infância

Pra iniciar minha história, meu nome é Hugo Ambrosio Rodrigues Filho, nasci na cidade de Muriaé (MG) em 06 de fevereiro de 1975. Meus pais mudaram para Vila Velha (ES) em 1977 e abriram uma loja de confecções no bairro da Glória.

Quanto tinha 11 anos de idade (1986), meu pai comprou para sua fábrica de roupas um computador da IBM, chamado Solution 16. Com esta idade comecei a fazer um curso de datilografia e paralelamente, vários cursos de informática, aprendendo diversas linguagens de programação e me apaixonei por isso.

Aos 12 anos já tinha feito um sistema de controle (cadastro) de clientes, cheques e estoque para meu pai. Desde então, não parei mais de apreender. Meu pai assinou minha carteira de trabalho aos 15 anos e eu tinha o maior orgulho de mostra-la para meus amigos dizendo que eu era “operador de micro computador“.

Eu tentava administrar meu tempo em: horário de estudos no colégio, atividades como aulas de ingles, futebol, tae kwon do, volei e principalmente a programação. Sempre gostei de fazer tudo bem feito, dedicando ao máximo para cada atividade.

Intercambio Cultural – O Divisor de Águas em minha vida

Ainda no inicio de minha história, estudei nos colégios Marista, São José e Nacional até 1992. No inicio de 1992 fui para os Estados Unidos através de um intercambio promovido pelo Rotary Club, onde concluí o segundo grau no colégio Maryville High School, localizado na cidade de Maryville, no estado de Tennesse.

No processo de formatura da High School, os formandos costumavam arrecadar dinheiro para a festa (chamada PROM) de várias formas. Umas das formas era na venda de um catálogo, no qual destacávamos as páginas e entregávamos nos estabelecimentos para obter um desconto específico. Achei aquilo fantástico e comecei a pensar na implantação de algo semelhante na volta ao Brasil.

Ao chegar ao Brasil  no final de 1993, busquei referencias de empresas neste mesmo segmento mas não encontrei. Pensei então como fazer algo diferente, sem precisar imprimir tais catálogos periodicamente em gráficas, pois o custo era muito alto e eu não tinha recursos para para iniciar o projeto.

Neste momento surgiu a idéia de confeccionar um cartão plástico, no qual os clientes teria que apenas apresentar nos estabelecimentos e assim ganhariam o desconto prometido na divulgação da venda do mesmo, através de uma pequena anuidade. Surgia então o projeto do Cartão WelcomeCard, o primeiro produto da futura “holding” WelcomeGroup.

O Inicio do Projeto do Cartão WelcomeCard

Minha intenção ao fazer o vestibular, era ingressar no curso de Engenharia Civil, pois eu tinha muita facilidade com números e meu tio, Ricardo Mansur, tinha me prometido um estágio na construtora Encol. Me inscrevi em várias universidades como UFMG, PUC-MG, UFOP, passei em todas. Mas eu queria realmente era a UFES, pois eu estava de olho do estágio prometido. Mas infelizmente (ou felizmente) não passei por nervosismo (final de 1993). Mas passei para a UVV no curso de Administração de Empresas e resolvi faze-lo, já que tinha perdido as vagas nas demais universidades.

No decorrer de 1994, ja fazendo administração na UVV, gostei demais do curso e deixei de lado a idéia de fazer outro vestibular para engenharia civil na UFES. Durante este período, eu amadureci o projeto do cartão WelcomeCard, principalmente com ajuda na preparação de contratos de meu amigo e advogado Charles Boechat e comecei, sem pressa alguma, a ir em busca de parceiros para aceitarem a dar desconto para quem tinha o cartão.

Cadastramento de Empresas Parceiras

Foi um período bem difícil, pois algumas empresas me perguntavam: “Quantos clientes cadastrados você tem?” E eu não tinha nem o modelo do cartão pronto, quanto mais clientes cadastrados !! Ao saberem que eu não tinha clientes cadastrados, falavam para voltar posteriormente, quando eu tivesse algum. Confesso que fiquei muito chateado mas nunca pensei em desistir, pois eu tinha certeza que o projeto era muito bom.

Aos poucos fui conquistando a confiança de alguns empresários e o projeto foi ganhando corpo. O numero de empresas cadastradas estava cada vez maior mas eu tinha sempre a sensação que deveria ter mais empresas para iniciar as vendas do cartão. Nesta época, não tinha foco no segmento de empresas, apenas cadastrava todas que estava ao meu alcance: lojas de roupas, lojas de artigos religiosos, lava-jato, cinema, pousadas, lanchonetes, pizzarias, loja de informática, cursos de inglês, provedor de internet discada, enfim, tudo quanto é tipo de empresa. E sem cliente algum cadastrado !!

No final de 1994, resolvi tentar vestibular novamente na UFES, mas desta vez para o curso de administração de empresas. Passei muito bem colocado e com o incentivo de depois grandes amigos, Miltom VentorimJuliano Coelho, resolvi me matricular na UFES e mudei o curso de que fazia na UVV para contabilidade.

Entrada Gratuita no Show Internacional – Man At Work (Em Vitória)

Neste momento, eu ainda não tinha noção nenhuma em como fazer o lançamento do cartão WelcomeCard. Até ao conversar com um amigo produtor de eventos, que resolveu me ajudar. Ele mandou pintar no ginásio Alvares Cabral, a marca WelcomeCard na parede ao lado do palco. A tinta era prateada e refletia bem quando a luz batia. Um dos shows que ele trouxe, foi o Men At Work e divulgamos dizendo que os portadores do cartão WelcomeCard teriam a entrada GRATUITA. Como não havia ninguém ainda cadastrado, não houve prejuízo algum para meu amigo, mas gerou o maior burburinho na cidade. Muita gente querendo saber do que se tratava o tal WelcomeCard e como fazer para te-lo. Foi tudo que eu precisava para começar a preparar as estratégias de venda do cartão.

Inicio das vendas do cartão de vantagens WelcomeCard

Durante minha fase de aprendizagem acadêmica  fiz diversos cursos de aperfeiçoamento nas áreas de administração, psicologia, estatística, comércio exterior, negócios, etc., com o objetivo de ganhar cada vez mais conhecimento para me ajudar na empresa que estava iniciando (WelcomeCard).

Ao mesmo tempo, eu colocava em prática os conhecimentos adquiridos e as vendas começaram a ser feitas. Inicialmente as vendas eram feitas dentro das empresas parceiras. Eu passava diariamente recolhendo fichas e dinheiro dos cadastros feitos e a entrega dos cartões era feito em poucos dias no mesmo local.

As vendas ainda não eram expressivas, mas o dinheiro arrecadado era bem significativo para um jovem de apenas 20 anos. Conseguia dinheiro suficiente para uso próprio nas baladas e ainda sobrava para guardar na poupança.

WelcomeCard – o cartão das baladas

Em 1996 realizei uma grande parceria com a boate Blow Up, nesta época sob o comando de meu amigo de infância, Patrick Ribeiro. Estudamos juntos no colégio Marista aos 6 anos de idade e éramos vizinhos na Praia da Costa até então.

Na parceira firmada com a Blow Up, o benefício aos clientes era a conversão do pagamento do ingresso em consumação, ou seja, ao invés de pagar ingresso para entrar na boate, o cliente WelcomeCard pagava o mesmo valor mas em consumo. Isso era uma excelente comodidade aos clientes e a procura para compra do cartão era cada vez maior.

Logo em seguida, foi realizada uma excelente parceria com a boate LuAzul (Guarapari) através de um de seus proprietários na época, Dido Fontes. E então a WelcomeCard começava a sua firmar sua identidade como cartão das baladas. Ter o cartão WelcomeCard era fundamental para entrar nas principais boates da Grande Vitória e ter parceria com a WelcomeCard era sinônimo de casa lotada.

Surgia nesta época o papel de “comissário de vendas” do cartão WelcomeCard, Os comissários eram pessoas (clientes) que propagavam o cartão para amigos e colegas de faculdades e recebiam um valor significativo de comissão por cada cartão vendido.

Com o passar do tempo, houve necessidade (e oportunidades) em criar novos produtos e serviços que iriam ser “satélites” do cartão WelcomeCard. Começou então a ser criada a WelcomeGroup.

Revista WelcomeCard Magazine e WelcomePlanet

Um dos primeiros produtos a ser lançado foi a Revista WelcomeCard Magazine, no ano 2000. A revista foi uma evolução do Guia WelcomeCard, um livreto que era oferecido aos clientes para se informarem dos locais onde poderia ser utilizado o cartão.

A Revista abordava assuntos variados, principalmente cobertura de eventos sociais. Foi comandada pelo meu irmão Leonardo Mansur e Gilmar Coelho até meados de 2006, onde foi extinta para dar lugar a Revista WelcomePlanet, que passou a ser comandada pela minha esposa, Elayne Borel até os dias atuais.

Recentemente lançamos a versão digital da Revista WelcomePlanet, sem abandonar a verão impressa, que passou a ter uma periodicidade mais esticada. A versão digital tem colaboração de vários parceiros, com conteúdo diversificado e possui atualização diária, abrangendo mais de 40.000 pessoas diferentes, gerando mais de 5.000 paginas vistas diariamente.

Programa WelcomeCard

A WelcomeCard sempre fez muita propaganda em rádios, panfletos, programas de tv e revistas. Eu recebia várias propostas comerciais e participava de quase tudo.

Um dia recebi uma visita de um vendedor de programa de tv, que apresentou um projeto de um programa para jovens em uma tv fechada (Canal 20 da RCA). O projeto era interessante e o programa iria estrear em poucos dias. Eles buscavam patrocinadores e viu na WelcomeCard um possível cliente e eu, por outro lado, enxerguei uma excelente oportunidade.

Eu solicitei que o vendedor deixasse o projeto e que iria avaliar com carinho. Depois de uns 2 dias ele voltou e decidi que infelizmente não era o momento de investir no programa. Mas que eu queria uma reunião com o proprietário do canal, pois eu gostaria de conhecer a estrutura da empresa.

Prontamente ele me levou para conhecer a estrutura da empresa e tive a oportunidade de conversar com o proprietário do canal, juntamente com sua filha, que era a diretora geral e produtora de todos os programas. Em nossa conversa, disse que eu tinha uma proposta bem interessante, que eles iriam gostar. Eu propus de mudar o nome do programa para “Programa WelcomeCard” e que eu ficaria responsável por toda comercialização do programa, com metade do faturamento e eles ficariam apenas com a preocupação de produzi-lo.

Aceitaram a minha proposta e começou então, em 2002, o programa WelcomeCard, um programa que fazia cobertura das principais baladas da Grande Vitória, além de matérias de saúde, beleza, moda, entre outros. O programa era exibido pelo menos 3x ao dia, todos os dias, no canal 20 da RCA, nos bairros nobres da Grande Vitória.

Como em minha residência não tinha cabeamento da RCA, raramente eu assistia aos programas prontos. Mas a repercusão era grande. Os anunciantes eram praticamente os parceiros da WelcomeCard e o resultados para eles era bem satisfatório.

Um belo dia, um rapaz me ligou com algumas críticas ao programa. Por mais que eu argumentasse que os anunciantes estavam satisfeitos com o resultado, ele insistia nas críticas. Até que resolvi ouvi-lo pessoalmente e marcamos um encontro para conversar com mais profundidade.

Encontramos no Shopping Praia da Costa e ele pontou todos os defeitos do programa, desde a qualidade das imagens, despreparo das apresentadoras, edição do programa, enfim, tudo. Fui ficando nervoso, pois eu estava focado somente no bom resultado que as empresas parceiras estavam tendo. Resolvi então propor a ele que comandasse o programa e fizesse tudo do seu jeito. Ele aceitou e surgiu aí um novo problema: Como eu iria tirar a produção das mãos da atual produtora?

O problema foi resolvido com a compra do espaço do programa, com base na receita dos patrocinios. Eu garantia o valor de 60% do valor arrecado dos patrocínios mas eu queria ter dominio 100% do programa. Deu tudo certo e começamos então a produzir o programa em outra produtora de vídeo.

Esta pessoa que me fez enxergar toda potencialidade do programa foi o apresentador Gabriel Gomes, um dos melhores apresentadores de tv que eu já conheci. Mudamos o nome do programa para WelcomeTV, e começamos a exibi-lo em outros canais como Gazeta TV (G-TV, canal 14 da NET), TV Capixaba e RedeTV.

O programa começou a ter ainda mais audiência, oferecendo aos nossos parceiros ainda mais resultados. As matérias eram disponibilizadas em nosso site (streaming). Os acessos para visualização das matérias era enorme.

Além de Gabriel Gomes, passaram por minha história e pela história do programa nomes atualmente bem conhecidos do público capixaba como:  Roberta Salgueiro, Lu Lima, Manu Caiado, Claudio Bocca, Anne Carpe, Giuliana Pavan, Talita Carvalho, Bruna Hott, Hanna Sarte e Raylline Haussmann.

    

O programa ficou no ar até meados de 2012 na RedeTv. Nesta altura, a internet estava dominando a atenção do público e não justificava investimentos em programa de TV. Passamos a focar em nosso site e nas mídias sociais, produzindo pequenas coberturas de eventos.

Muitas saudosas matérias podem ser assistidas em nosso canal do YouTube (youtube.com/welcomecard).

O Surgimento da WelcomeGroup

Atualmente a WelcomeGroup é uma empresa que reúne várias outros produtos e serviços independentes mas interligados, como:

welcomegroup

A seguir, irei contar a minha história com cada produto pertencente à WelcomeGroup.

Migração do Cartão WelcomeCard para Bandeira WelcomeCard

Após alguns bons anos com o cartão WelcomeCard, vi a necessidade de realizar uma grande e corajosa mudança ou uma ruptura. Aprendi com o passar dos anos que a mudança é essencial para sustentação de vários negócios. Enxergar o momento da mudança é bastante difícil e deve ser realizado no momento certo. Assim começou a surgir a WelcomeGroup.

Resolvi realizar a mudança quando percebi que não adiantava fazer muita coisa para aumentar as vendas. As renovações da anuidade representava mais de 80% da receita das vendas do cartão e novas aquisições representavam 20% das receitas. Praticamente a maioria do publico jovem ja tinha o cartão e a conquista de novos clientes estava estagnada. Resolvi então mudar toda estratégia de aquisição do cartão WelcomeCard, que passou a se tornar uma bandeira de vantagens e benefícios.

No no 2011, resolvi diminuir as ações em boates e comecei a dedicar esforços no desenvolvimento de um sistema de fidelidade para as empresas parceiras. Começa então a surgir a WelcomeFideliza, um sistema de relacionamento que inclui principalmente a fidelização de clientes das empresas parceiras da WelcomeCard.

welcomegroupNo sistema de fidelidade, o cliente de cada empresa é cadastrado GRATUITAMENTE para possuir um cartão fidelidade próprio da empresa parceira. O cartão passou a ser virtual e personalizado com a logomarca da empresa parceira e o logotipo da WelcomeCard era estapado Clubediscretamente no canto do cartão fidelidade, na forma de um “W”.

Passamos então a dar mais destaque para nossos parceiros e fazer com que seus clientes se identifiquem mais com sua marca e voltem a consumir na mesma empresa mais vezes, em curto espaço de tempo. Com o mesmo cadastro no programa de fidelidade, o cliente também passa a ser utilizado nas demais empresas parceiras, como cartão de descontos.

Clube de Vantagens – Mais de 200 empresas parceiras e 200.000 clientes cadastrados

A nova fase da WelcomeCard, agora como bandeira de vantagens, foi um sucesso. A aceitação das empresas foi enorme e já foram implantado o sistema em mais de 200 empresas, em cidades do Espírito Santo e algumas de Minas Gerais e Bahia. Em minha história, soma-se mais de 200.000 cadastros*, clientes das próprias empresas que passaram a fazer parte do seu próprio sistema de fidelidade.

* Dados de Outubro/2018

Aos poucos a WelcomeCard sai de cena e entra então o Clube de Vantagens da WelcomeGroup. O Clube de Vantagens  da WelcomeGroup veio para fortalecer ainda mais as empresas parceiras, que passaram a ganhar, através do sistema de relacionamento, um Clube para seus clientes composto de benefícios internos (cashback) e uma loja virtual para atrair outras pessoas cadastradas em outros clubes de vantagens administrados pela WelcomeGroup. É realmente um intercambio de clientes, onde um cliente de uma empresa adquire ofertas de outras empresas parceiras. Sucesso total !!

WelcomeShop – reunião de ofertas de todos clubes de vantagens da WelcomeGroup

Com o sucesso da implantação do Clube de Vantagens para diversas empresas parceiras da WelcomeGroup, houve necessidade de reunir todas ofertas dos parceiros em um único lugar, um marketplace.

Através do site welcomeshop.com.br, todas ofertas cadastradas pelas empresas parceiras da WelcomeGroup são exibidas por ordem de categoria, e principalmente com desconto bem atrativo.

Qualquer pessoa pode comprar, mesmo que não pertença a um clube de vantagens específico. Neste caso, ele é cadastrado no clube de vantagens da empresa que realizou a oferta e passa então a pertence-la.


Bom, essa é um pouco de minha história. Espero que eu tenha conseguido passar um pouco sobre minha trajetória de vida pessoal e empresarial.

Conheça agora um pouco mais de minha empresa, a WelcomeGroup.

Fechar Menu
×
×

Carrinho

Carrinho